quinta-feira, junho 12, 2008

foi há um ano

ou talvez não.

não sei se terá sido no dia em que me sentaram numa cadeira da minha cozinha e me disseram que não era operável. ou se terá sido no dia em que finalmente me falaram na palavra "irreversível". ou no dia em que as nossas esperanças, depositadas no coração de inglaterra, se esvaíram uma vez mais. ou se naquele final de ano, tão longíquo já, em que o soubemos sózinho numa cama de hospital.

não sei quando foi. quando lhe vi pela última vez aquele sorriso matreiro. quando lhe ouvi pela última vez a gargalhada gozona.

há um ano, conduzia a caminho do trabalho na A2 quando fui informada. quando todos os sentimentos se misturaram. quando o soube, finalmente, em paz.

foi há um ano. ou talvez não.

41 comentários:

Nucha disse...

:(((
Também sinto muito esse aperto no coração.
Um grande beijinho.

Cláudia disse...

Eu sinto a mesma coisa.
Já se passaram 7anos desde que o meu avô partiu, e sinto como se tivesse sido ontem.
Um aperto no coração!

Um beijo apertado!

Rita disse...

Um abraço apertado, daqui até ai Amiga

Monica disse...

Um grande beijinho, muito solidário...

Inês disse...

O verdadeiro túmulo dos mortos é o coração dos vivos... um beijinho muito doce, por tudo o que não se diz e se sente sempre cá dentro.

ptc disse...

beijinhos

Anónimo disse...

Um beijinho muito grande, minha querida.
Paula Sofia

Ana disse...

.... abraco-te forte.....

Sandra disse...

Um grande beijinho.

Anónimo disse...

Não consigo exprimir por palavras o que sinto ao ler-te... por isso, apenas te deixo um abraço muito, muito forte!

Um grande beijinho,

Lena

Nostálgica disse...

Um bjnhooo enorme de força...

Loira disse...

sinto muito.

1gota disse...

Um beijinho grande.

:*

mariana disse...

Beijinhos Inês!
Mariana

Cristina disse...

Todos os anos, sinto isso. A sensação de sonho, de irrealidade...

Um grande beijinho

Cristina

Pat disse...

Como te lembro...

Avozinha disse...

Abraço.

TrêsGatosMiaus disse...

Silêncio...
Reverência.

Cláudia Cirilo

Rita disse...

Acho que o primeiro grande choque já foi há bem mais do que um ano mas esta será sempre uma data que te lembrará, ainda mais, daquilo que não podes esquecer. Beijo muito grande

Ana Rita disse...

Um grande nó no peito que nunca vai passar... vai ser apenas mais ténue...*

ana disse...

Um só beijo com todo o carinho .

Anónimo disse...

...como eu te compreendo!
Todos os anos que se seguirem vais sentir ainda mais a saudade sem fim que se instala dentro de nós!
E a revolta por vezes é imensa!
Um abraço amigo da outra Sara

Mu disse...

Um beijinho

Graça disse...

Inês, há muito tempo que te leio todos os dias, embora nunca tenha comentado.
Hoje deixo-te um grande beijinho de coragem e admiração.
Graça

ana disse...

um beijinho apertado, inês. essas datas são dissolvidas no tempo, o tempo não passa da mesma forma quando se relembram datas assim. porque é o coração quem manda e, para esse, o tempo não passa.

carla disse...

Um abraço bem apertado e um beijinho querida Inês!

Anónimo disse...

Todos iremos passar por isso, mas nunca estamos preparados.
Um beijo manho do mundo

andreia disse...

:(

um beijinho

marília disse...

Um beijo grande.

flores disse...

um beijo

barbarayu disse...

:|

Oh Inês... nem sei que diga...

Um abraço muito muito apertado...

Alice disse...

Um xi apertado. Não tenho mais palavras.

Mãe Frenética disse...

Um beijinho

Luz de Estrelas disse...

Sensibiliza-me muito a tua dor e saudade. Talvez porque a imagine sem a conhecer ainda. Um beijinho grande

Mimi disse...

Inês
Há já muito tempo que ando com vontade de comentar neste blog. Não sei porquê, mas só hoje ganhei coragem. Só para lhe dizer, que sei o que está a sentir, já passei pelo mesmo, faz amanhã 16 meses. Não era meu Pai, mas era como se fosse. Era um tio muito especial, tal como o seu PAI o era para si.
Para nós eles não partiram,apenas deixámos de os ver, porque moram para sempre no nosso CORAÇÃO. Um grande abraço
Irene Cunha (Alcobaça)

nosurprises disse...

Inês,
Um beijinho muito grande para ti. Acompanhei a tua agonia há um ano atrás e posso imaginar como te sentes.

Mar disse...

Beijo grande!

(não foi há um ano. Foi, simultaneamente, ontem e há uma vida inteira)

LP disse...

Mais um beijo

Rute disse...

Um grande beijo!

Rute e André

Sandrinha disse...

Já um ano...?

...

Beijinhos

Mikas disse...

Um abraço e força, sim? :) *