quinta-feira, abril 12, 2012

mãe, mulher, empresária/artesã (:D), domestica...AI!


neste momento os meus dias desenrolam-se entre mil e quinhentos papéis e actividades diferentes; ora vejamos a minha 2ª feira passada: de manhã levar os miúdos à escola, a seguir vir para casa tratar dos quartos, dar um jeito à cozinha, lavar w.c.s (arghhh!); logo depois, veterinário com a Fiona. entretanto aproxima-se a hora do almoço, como qualquer coisa e subo ao andar de cima para treinar novas técnicas na máquina de tricot; técnicas assimiladas, passo para o projecto de negócio em que ando a trabalhar e sonho um bocadinho. sonho sonhado, de volta à realidade para ir buscar os miúdos passando primeiro na padaria e na frutaria para comprar coisas que faltam. Chego com eles, conversamos um bocadinho e de regresso à cozinha para preparar o jantar... à noite, depois de eles estarem deitados, ainda trato das coisas do dia seguinte, tricoto/crocheto (crocheto é lindo :p) um bocadinho e só depois o dia acaba.

gosto destes dias, não me queixo deles (a parte de doméstica dispensava de bom grado mas enfim) mas ainda tenho uma dificuldade imensa em organizar tudo isto, em definir prioridades, em olhar para o lado quando estou a meio de uma tarefa e alguma coisa por limpar/fora do lugar/whatever me chama a atenção...

um dia chego lá :)

11 comentários:

Luz de Estrelas disse...

Ou nunca. Mas vai tendo o seu quê de organização. E compensação também. :))))))))))

Mãe ao quadrado disse...

Sim, fazer listas ajuda, mas ás vezes só de olhar prá quantidade de coisas atá assusta :D~

jokas

akombi disse...

Tal e qual, e ainda á quem diga que basta não estarmos empregadas que somos uma desocupadas, além casa e familia, ocupações é que não faltam, basta querer-mos.

Com o tempo habituas te a gerir o teu tempo e essa sensação de desorganização por teres tantas tarefas, nada de stressar, tudo se faz, se não for num dia são em dois ou três, desde que deimos prioridas aquelas coisas que têm prazos.

Mónica disse...

É mesmo um auqestão de disciplina.
Para nós, mulheres, é mais complicado; as coisas fora do lugar "gritam" por nós LOL
Beijocas e muito sucesso, minha querida

Anónimo disse...

Tantos provérbios aplicáveis consoante a disposição de cada momento: "não é por muito madrugar que amanhece mais cedo", "querer é poder", "devagar se vai ao longe", "há marés do que marinheiros", etc., etc.
O principal é estares de coração cheio, o resto há-de vir por acréscimo :)

xxx
M/G

Cátia disse...

É isso mesmo...ser mulher significa ter muitos papéis na vida...desdobrarmo-nos em 1001 coisas...muitas vezes ao mesmo tempo!

Exemplo disso deixo-vos aqui o link do blogue de uma madeirense, mãe de 3 meninas...que faz render o seu dia muito bem...e sempre com muito estilo...coloca looks diários, dicas úteis e muito mais, vão gostar:

www.omundodetina.blogspot.pt

Façam-se seguidoras!

Obrigada***

rosinha_dos_limoes disse...

:) a mim parece-me que estás a ir no bom caminho ;)

A. disse...

eu sei o que isto tudo é (fora os filhos!). vais afinar isso tudo e o negócio vai correr bem vais ver Inês! beijinhossss

Moranguetes disse...

Que grande mulher. Parabéns pelo blog.
A organização é base para tudo, sem ela é tudo mais complicado.
Quero dar a conhecer o meu blog espero que gostes.
http://ideiasdamoranguetes.blogspot.pt/
Bjinhos e obrigada.

Laura disse...

o eterno dilema... é tão fácil distrairmo-nos com tudo e essa separação de tarefas, que temos para cumprir no mesmo espaço físico, para mim tb é complicada. mas depois de tanto ler acerca da organização, já estou um bocadinho saturada... eu não consigo andar a fazer listas, durante muito tempo, tb me stressa um bocadinho. vamos fazendo o que sabemos ser mais importante :)

Sara disse...

Tb n me consigo organizar...e qd os miúdos ficam doentes?
Temos a mesma profissão :)