quinta-feira, julho 15, 2010

196-365


tivemos um final de dia muito atribulado: as nossas cadelas voltaram a pegar-se à séria; os miúdos assistiram e ficaram em pânico; eu, sozinha com eles e com as cadelas enraivecidas, perdi anos de vida. estamos perante uma situação muito complicada e eu não consigo admitir que temos uma decisão para tomar..

:(

("quem me dera que só tivessemos um cão, mãe..." - diogo, na hora de dormir)

14 comentários:

Sónia disse...

No ano passado tomei das decisões mais dificeis, mandar abater o meu cão, por motivos de doença. Não desejo a ninguém. :(

Dorushka disse...

Inês, se as cadelas se dão mal tens mesmo que as separar, por muito que te custe. É que essa situação pode ser muito perigosa, não só para elas que correm o risco de se magoarem a sério, como para vocês, pois os cães enraivecidos não conhecem ninguém. Tens que agir antes que seja tarde.
Eu tive um cão que matou o cão da minha avó, porque não o suportava e nós insistíamos em juntá-los... Desculpa dizer isto assim, de forma tão crua, mas este caso não é para ser encarado levianamente.
Beijinhos

Mãe(q.b.) disse...

:(

Opáaa....

jocas

Lu disse...

Minha querida como te entendo, que de vez em quando as minhas fazem o mesmo e nem sei que te diga...
Sei tão bem que te custa tomar uma decisão... eu própria não sei se a tomarei algum dia... vou esperando...
Um beijo querida!

Catarina Santos disse...

elas n são esterilizadas, pois n?

talvez a esterilização ajudasse, mas teria de ser feita com elas ainda cachorras...

agora assim é difícil mudar o comportamento :(

boa sorte!

Helena Barreta disse...

O que esta da foto tem por cima do olho é uma ferida?

Coragem para o que tiver de decidir e optar.

Um beijinho

InêsN disse...

Catarina, são as duas esterilizadas, sim.

Helena, é uma ferida...a outra está coxa, amanhã decido se tenho que ir ao vet com ela :(

Susie disse...

Uma amiga teve esse problema com dois cães e a castração do mais "bélico" resolveu a questão... mas se as tuas já são esterilizadas não sei que te diga.

jmalho disse...

Minha querida Inês

Como a percebo... ainda hoje não consigo suportar o som de cães a pegarem-se... e já lá vão quase 20 anos.

Tinha 2 cães... um mais velhinho -fox terrier - que não tinha a minima noção do tamanho que tinha relativamente ao mais novo - um boxer.

Um belo dia decidiram começar a pegarem-se, fosse pela comida, ou por um olhar mais de lado.

A certa altura as lutas eram absolutamente terríveis não respeitando ninguém até ao dia em que as coisas chegaram a um ponto em que tivemos mandar um deles embora - sob pena de alguém se magoar seriamente e de um deles morrer pelos ferimentos

Acredite... foi uma decisão muito emotiva e dificil... qual deles se escolhe? É uma decisão com a qual nunca nos sentimos bem.

Por isso um grande, grande beijinho

Joana

Lígia disse...

Eu sei que às vezes é carote, mas há bons treinadores que fazem milagres...como sei que és daqui da zona, porque não experimentas falar com o treinador da "Quinta da Alcateia"? É na estrada do Quintão, sabes onde fica? Também há um MUITO bom em Azeitão, que tb é hotel, chama-se "Azeicão", tem mapa no site (procura no google)! Pelo menos só de perguntares se há solução não te devem cobrar...espreita o site os sites! E olha boa sorte...é um assunto muito complicado, eu amo animais, ficava em fanicos se isso me acontecesse:(((

PM disse...

Como te entendo... e os meus são 2 machos!!! O medo que tenho de eles se pegarem em frente ao Santiago.....
É horrivel....
Não sei se alguma das tuas tem algum gosto em especial... vou te dizer como tenho "resolvido" lá por casa...
O meu boxer ADORA bolas!!! Se ele tiver uma bola por perto já não a brigas!!! Porque esta tão entretido na brincadeira que nem liga ao serra da estrela...
Se eles se começam a olhar de lado ou algo que se pareça basta lhe dizer para ele ir buscar a bola ou atirar-lhe uma que eles passam logo para a brincadeira!!!
É assim que tenho adiado essa decisão... pois não consigo optar por um deles....
Espero que seja uma dica para ti... arranja algo que pelo menos 1 delas goste.... um brinquedo qualquer!!! Em minha casa agora nunca faltam bolas!!!!!
BEIJOCAS

InêsN disse...

PM, quando elas se eriçam não há brincadeiras, biscoitos ou seja o que for que as demova...mas obrigada pela dica!

Lígia, neste momento não temos capacidade para investir nesse tipo de treino (para além de que com duas crianças tudo fica mais difícil em matéria de treino e mudança de comportamentos).

Tânia disse...

:(

Mãe V e Pai T disse...

olha cá em casa estamos iguais.. desde que a Leonor nasceu que a gata ataca ferozmente o gato.. continua uma meiguice para nós mas deu-se ali qualquer coisa que ainda estou para perceber.. estamos na análise da decisão :(...