quinta-feira, agosto 02, 2007

desfralde - o 1º dia


4 pares de cuecas (um deles em casa) e 2 pares de calções sujos. xixi no bacio só uma pinguinha...

vários "não consigo" que me partem o coração.

hoje é o dia 2.

9 comentários:

Ana Costa disse...

tadico!!!!
ele vai aprender num instantinho ...

beijocas de boa sorte

Pat disse...

è de cortar o coração com os não consigo. A Iris já faz xixi, mas o resto... é nas cuequinhas mesmo.. enfim!!
A ver se nas férias a coisa se resolve.

boa sorte

MC disse...

oh Inês...espera até para o ano. O Rodrigo iniciou o desfralde com mais um ano e foi mais fácil que beber um copo de água :)

bjs!

Mocas

Paula disse...

Talvez ainda não esteja pronto para esta fase, pode precisar de mais um tempinho :o)

Anónimo disse...

Inês nada de desanimar, é mais k normal os descuidos, leva s/ stress, numa boa, c/ paciência.

O Gustavo já deixou as fraldas à 1 mês e ainda ontem se descuidou, faz parte mas acredita k eles se habitua.

A mim fazia-me uma confusão tremenda mas eles são explicados, é uma questão de tempo.

Boa sorte e Bjs para tds

Patrícia+Gustavo (hoje 27 meses)

Rita disse...

Não é que eu seja muito experiente no assunto mas isso na escola não está a ser feito um bocado à força?? As adaptações que eu tenho visto são mais graduais e só quando já há muitos dias não há nada nas fraldas é que eles começam a ir sem cuecas. O Vasco na teoria tb entende muito bem o conceito mas na prática... nada! Jinhos grandes

dia-a-dia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dia-a-dia disse...

Cá vai opinião, minha querida Dona Lua:

Para mim, o desfralde é para acontecer em casa, com os pais. O processo é, já por si só, tantas vezes envolto em constrangimentos para eles, escusamos de lhes acrescentar os constrangimentos inevitáveis na escola - a vergonha perante olhos já desfraldados e por desfraldar, comentários eventualmente menos felizes de adultos (sempre bem intencionados, claro!), enfim... Quanto ao "não consigo...", entendo que o desfralde não deve nunca começar pelo ritual de levar ao bacio. Quem deve decidir da hora de ir ao bacio são eles. Nós podemos é, por exemplo, deixá-los andar despidos por casa (melhor ainda que de cuequinhas!), todo o dia, para tomarem mais rapidamente cosciência da consequência imediata do xixi e do cocó. Eles assim acabam por se sentir desconfortáveis com o xixi e o cocó pelas pernas abaixo e então podemos sugerir a ida ao bacio, para serem meninos limpinhos, como fazem o pai e a mãe. Escusado será falar na importância de nos verem usar a sanita. Não o ponhas no bacio se ele ainda não sente a necessidade de o usar... Por último: não fiques ansiosa nem stresses muito - conheces algum universitário que vá para a faculdade de fralda?! Todos acabamos por largá-la! :D

Vá! Despe o puto, que o tempo está bom, enrola os tapetes da casa a um canto e põe a esfregona a jeito! Ah! E já agora, arranja uma banqueta para ele subir à sanita, com redutor, e deixa o bacio sempre à vista dele - é que há miúdos que nunca ficam fãs do bacio e vão desde sempre à sanita e o contrário também acontece.

última dica: não descures os sinais de precipitação - se ele te der sinal de que é cedo demais, aceita, mantém o cenário montado (bacio/sanita) e volta à carga mais tarde - um passo atrás agora é preferível que quatro mais tarde.

BEIJO de saudades.

nana disse...

tadinho.....

CORAGEM!!!!

xXx