quinta-feira, julho 03, 2008

vida injusta

no colégio dos miúdos as salas dos 1 e 2 anos têm uma educadora coordenadora e têm tido - desde que os meus lá estão, pelo menos - educadoras acabadas de sair da universidade a fazer o estágio profissional. a educadora que esteve com o diogo teve sorte e ficou, já a educadora da sara (a "nana") fiquei eu hoje a saber que não fica.

e não sei porquê mas quando a auxiliar me contou que ela não ia ficar os meus olhos encheram-se de lágrimas e tive que fazer um esforço para disfarçar. porque ela fez um excelente trabalho e merece ter um bom emprego. porque merece ficar.

agora quero dizer-lho mas não sei como. ando meio sensivelzinha e se me ponho a falar com ela acho que desabo no pranto :|

esta coisa das educadoras, que passam os dias com os nossos filhos, os mimam e ajudam a educar, também mexe convosco?

34 comentários:

Ana e Simão disse...

ui!!! nem te falo!! já passei por duas despedidas e foi-me tão dificil!!!!
acho que nos custa mais a nós do que a eles, em fim, faz parte do nosso crescimento...

beijocas

@na disse...

como eu entendo. Passei um drama com trocas de educadoras do meu filho mais velho quando estava na sala dos 2 anos, durante o mesmo ano lectivo deve ter tido umas 4, não gosto nem de me lembrar...

Nucha disse...

Muito, muito! A nossa é a segunda mãe da Kica... nem quero pensar quando chegarem os 5 anos.

Bjs

carla disse...

claro que mexe, educadoras, amas, professoras primárias, eu tive uma boa noticia a educadora que "pegou" na Inês no 1º ano de pré primária, vai estar com ela os 3 anos de pré, em contrapartida penso que vou ter uma má noticia amanhã, a professora do Rodrigo do 1º e 2º ano, acho que me vai dizer que para o ano não vai ser ela a professora dele...

Bjs

Lara disse...

Então não custa?
A Maria também vai deixar a educadora de quem tanto gostamos e, como se não bastasse, vai mudar de escola... e de uma escola familiar, com 40 e tal miúdos, para um colégio enorme e com muitas mais crianças.
Ui, até dói!!!

Lúcia disse...

Custa e muito...

Patrícia M disse...

Se mexe... E eu aproveitei o facto de termos sido "obrigados" a por o Miguel em casa com uma Ama nos primeiras 2 anos de vida, para agora continuar ca em casa para tratar do Andre.

Nao e educadora, mas e uma pessoa por quem tenho um carinho interminavel. Esta connosco ha quase 3 anos e quando o Andre for para a escola vao-se acabar os motivos para a manter ca em casa... Nem quero pensar!

gralha disse...

Ui! Tenho pensado tanto nisso! Elas não cuidam só dos nossos filhos, elas têm um imenso carinho por eles. E "quem meu filho beija, minha boca adoça"

LP disse...

Custa muito sim.

Uma das razões porque os meus filhos mais novos sairam de um infantário foi a política de não renovação de contratos.

Sofia&Di disse...

Olá...
Infelizmente é um problema que me apercebi ser mais comum do que pensamos. O meu filho entrou na Pré este ano, e está numa situação idêntica...E acho tal como tu injusto...e tenho pena! É o sistema que temos...uma tristeza!!!

sil disse...

Entendo perfeitamente... Elas quase passam mais tempo com eles que nós...

Bjos
Sil

Costinhas disse...

yep!

Graça disse...

Mexe e muito. A M. foi para a creche aos 4 meses e meio. Adaptou-se muito bem e adora a escolinha.

Quando saíu do berçário em Março para a sala dos 18 meses, notou na primeira semana a ausência das 2 auxiliares que sempre estiveram com ela :( Mas passou rápido, porque entretanto todos os amiguinhos da mesma idade que estavam com ela, foram para essa sala também.

Tenho sorte, porque lá são todas umas queridas :) :)

Bj ****

Ana Rute Cavaco disse...

se mexe.
o ano passado apesar de ficar contente da mudança do particular para a actual IPSS, chorei diversas vezes quando lá fui no fim do ano.

e este ano, a educadora da Maria tb deve sair, que estava em estágio. e ela é excelente...

Eu disse...

Mexe, pois! A criação de laços afectivos com quem trata bem dos nossos filhos é inevitável.
Tenho sorte quando penso que a P., quando entrar para os 3 anos, ficará com a educadora da T.

Cristina disse...

Custa sempre. A Leonor mudou de educadora no princípio deste ano e ficamos apreensivos. O que vale é que se adaptaram todos muito bem e adoram a nova educadora!

Cristina

Familia Teixeira disse...

Estas situações mexem muito muito comigo, também.

Quando tirei a Adriana da ama, chorei baba e ranho, mas acho que 1 ano era a altura ideal, de ela ir para o Infantário, fazer coisas novas, ter outro tipo de actividades.

Entrou para o Infantário (sala 1 ano), em Setembro 2007, e adaptou-se bem á Educadora e Auxiliar....Agora no proximo mês de Setembro vai para a sala dos 2 anos e a acompanhá-los vai somente a Educadora, a auxiliar vai mudar para outra sala.... e isto custou-me tanto, tanto!! Vieram-me as lágrimas aos olhos.

Beijos
Ana

Cláudia disse...

E se todos os papás estiverem de acordo com o bom trabalho da educadora e forem falar com a direcção?

Bjs

Mãe Frenética disse...

mexem mto mesmo. O P mudou de educadora há duas semanas e eu fiz chegar à directora q não estava nada satisfeita com isso. A rapariga era mesmo esforçada...

a mãe dos miúdos disse...

tanto.

barbarayu disse...

Sim... e de que maneira!!

beijos!

Mar disse...

Muito, tanto!

É tão difícil!

(mas diz-lhe, que ela merece; mesmo que chorem as duas).

Beijo!

ptc disse...

oh se mexe, é que nem sei dizer o quanto gosto e agradeço à educadora e (principalmente)à auxiliar da sala do meu filho...

Loira disse...

sim, claro. E felizmente ele vai continuar com as mesmas auxiliar e educadora para o ano. No entanto, em Janeiro entrou para lá uma estagiária que auxilia principalmente a sala do meu filho e, se ela se for embora, terei mta pena tb.

maedoskiduxos disse...

Mexe mesmo muito...

Ana Rita disse...

Imaginem como será deixar os vossos 12 filhos, deixar as suas famílias e todas as coisas por que passaram juntos... Custa muito a despedida. Eu vou ficar sem eles e começar tudo do início. Custa muito vê-los partir.

Maria&Mamã disse...

É claro que mexe!E se mexe!Só de pensar que a minha teria que se afastar da dela,como já aconteceu (tentativa de a mudar para outra escola,por motivos de distância e preços) até chorei...mas depois tudo foi ponderado e continua na mesma escola com a educadora que ela adora e eu tirei um peso de cima que só visto!Se bem que para setembro ela já vai pra outra salinha com outra educadora,mas ela já conhece e também gosta muito!Mas acho que deves dizê-lo.pelo menos para ela se sentir reconhecida de alguma forma..e se chorares,só mostra a tua sinceridade!beijocas

Sophie disse...

Sim, mexe. :)

Não deixes de lhe dizer isso.

Monica disse...

Mexe e muito... a Luísa vai este ano para a primária e não sei como vai ser porque está muito apegada à educadora e nós também!
Beijocas

Catarina disse...

mexe muito, eu adoro a educadora deles, volta sim volta não escrevo um postal...ou ofereço um cestinho de flores, exactamente pq se falar diractamente com ela entro num pranto de mãe babadona... ;-)

ana disse...

Ate que enfim ...
Para nos tb é muito dificil quando os pais nos retiram os nossos "filhos" como ja me aconteceu ,quando mudam de escola a meio do ano .Ainda bem que alguem nos da valor.bj

mim disse...

a minha experiência é ao contrário. ter de deixar os meninas e meninas com quem fico durante um determinado período. é bom sentirmos que os pais gostam de nós e nos dão esse valor. é melhor ainda, muito melhor, a sensação de fazermos parte da vida deles, o sorriso que recebemos quando nos vêem, o reconhecimento alguns meses ou anos depois, a sensação de que construimos com eles e para eles a sua felicidade e educação. tenho a sorte de poder fazer parte deste mundo ainda que nao seja essa a minha formação e é, sem dúvida, a melhor sensação que já experimentei.

Rita disse...

Ah mexe, mexe, ó lá se mexe mas tendo em conta que hoje na festa de fim do ano chorei com a entrega dos diplomas aos finalistas em que o meu filho não estava incluído... acho que estou naquela fase em que tudo mexe comigo!!!

moika disse...

Eu vou acompanhar os meus para o ano! Foi a melhor notícia que me deram

YYEEEAAAHHHHHHH

:D