quarta-feira, fevereiro 14, 2007

extremos

não pode ser mais ou menos. ou é muito bom ou muito mau.

as noites, ou divinais ou infernais.

regressámos à era do desespero. de um momento para o outro (de há 2 noites para cá) recomeçou a dormir mal. ontem estive das 23h40 às 2h30 da manhã a tentar adormecê-la. voltou a acordar às 5h30 e veio para a nossa cama. o pai tem preferido dormir noutro poiso.

não sei se é da big favola que está a sair se do início - finalmente! - da fase louca da locomoção* (quer estar sempre em pé e na cama põe-se de gatas em vez de dormir).

vais ser sempre assim, filha? ou tudo ou nada?

* não me interpretem mal, a miúda não está sequer perto de andar...

8 comentários:

Anónimo disse...

Amiga,
Infelizmente ou felizmente (as vezes) as coisas nunca sao estaticas e eles estao sempre a mudar. Ainda hoje em dia, e o Tomas tem quase 4 anos, passamos as vezes as "passinhas do Algarve" e pensamos "mas porque? O que e que mudou?". Alguns muidos sao assim...mas pelo menos tens um que dorme bem...espero que o meu seja o proximo!!!
Ate para a semana.
Beijos e saudades,
Ana

P disse...

esse post podia ser meu!!!

Leonor disse...

É mesmo assim, Inês, eles têm fases. Ora são uma coisa, ora são outra.
Desejo que não dure por muito tempo!
Beijinhos

Loira disse...

Já gatinha? Será isso?
O meu ficou assim na altura em q começou a andar... gatinhar foi pacifico.

Ana Costa disse...

pois !!! uma mensagem da moça (mãe não te habitues mal eheh)

Monica disse...

Deve ser mesmo da favola...
Beijocas e espero que recupere rápido a rotina anterior...

Mãe Frenética disse...

Se sair ao meu é mesmo tudo ou nada...
desculpa lá...

Ainda esta noite foi um martirio, mas a anterior dormiu seguido das 9h30 às 8h.

Mae Frenetica

Sandra disse...

Acho que faz parte...E na minha modesta opinião, sem dúvida, tem a ver com os dentes. O meu cada vez que um dente está para romper é um martírio, e normalmente noites atribuladas são sinónimo de dor de ouvidos para o meu...

Beijinhos,

Sandra