domingo, novembro 28, 2004

mother-to-be-blues...


a tristeza parece não querer zarpar...e agora, para além dela, uma irritação profunda contra mim mesma também não está a ajudar nada.

fico triste ao perceber que teria sido a oportunidade ideal para conhecer tanta gente bonita, fico triste porque poderia ter sido um dia tao diferente e tão emocionante...e fico irritada por me deixar manipular assim por este sentimento idiota que não deveria ter lugar nestes 9 meses de, supostamente, pura alegria...

a feira continua hoje...e eu já sei que não vou sair de casa nem para tomar café...

10 comentários:

Anónimo disse...

Deixa lá isso... são momentos maus que passam assim como surgiram, com um toque de magia!
É uma treta todas estas alterações hormonais a que estamos a ser sujeitas, mas é mesmo assim, temos de nos aguentar à bronca...
Lembra-te de uma coisa muito importante: não estás sozinha em NADA!

Jokas gordas ;) e sorri!!

[AVENA]

Ana Rute Cavaco disse...

tive pena de não te ter conhecido.

Alda disse...

Pois é, Inês... a minha segunda gravidez até correu bem (eu já estava preparada para estes precalços), mas acho que passei a segunda gravidez dividida entre sentimentos como a felicidade, a nostalgia e a irritabilidade. As hormonas põem-nos 'doidas'! Mas há que fazer frente a estas emoções menos positivas: toca de vestir uma roupa bonita que evidencie a tua barriguinha, agarra no mais que tudo e vai dar uma voltinha - nem que seja para ver as luzinhas de Natal!

Um bj,
Alda

Anónimo disse...

tens um ervilho e mil borboletas às voltas na barriga...
não vale a pena essas tristezas repentinas (só se for para receberes mimos em troca :p)...

re: ainda não fui ao canil porque já sei que por lá me perdia e ficava com vontade de trazer todinhos! E, antes de mais, o Basset é como um sonho... que tarda em realizar-se... :'(

Borboleta

Anónimo disse...

Inês querida, nunca estive grávida, mas oiço bastantes histórias de grávidas que relatam todas casos desses. Ficam nostálgicas, tristotas de repente... são as hormonas a falarem, linda. Elas funcionam para ambos os lados, acredita que num instantezinho vais andar numa sorridente euforia :) Beijo grande :) Carla (Papoila)

Tia Moky disse...

Olá, Inês! Espero q estejas mais animada! O tempo ñ ajuda...q chatice!! E para mais 2ª-feira...bem, és uma mulher forte e determinda, vais dar a volta por cima de certeza!! Domina essas hormonas!! Beijos Tia Moky

Lyrae disse...

Falo por mim e em Janeiro no curso de Doulas estarei novamente por Lisboa, terei todo o gosto em irmos tomar um café.

Toda essa valente salsada hormonal provoca as mais variadas reacções, esta é só uma que de certeza é passageira.

Beijocas meiguinhas

ni disse...

Inês! Fala o heitor... a lia está ali a dar mama ;)
Aproveito para te dizer que é normal esse turbilhão de emoções, a sensibilidade está à flor da pele, mas não te preocupes, que não é grave. Se precisares fala com o teu medico e pede-lhe uns dias em casa, nem que seja para passares o tempo a bloggar e a chorar baba e ranho pelos blogs amigos que tens. Podes ter a certeza que te sentirás melhor. Se te apetece chorar, chorar, se te apetece rir, ri, se te apetece estar com a tua mãe, avó, pai, companheiro ou seja la quem for so para falar... fa-lo. acima de tudo, não penses que não é normal, porque é! a Lia passou por isso... cheguei a ver ela a chorar por causa dum anuncio de televisão que nem era lamechas ;).
Alguma coisa que precises...apita!!

Heitor, Lia e a recem registada na Moita, Íris!

Anónimo disse...

Amiga,
E tao bom poder acompanhar a tua gravidez. Ler o teu dia a dia faz-me sentir mesmo pertinho de ti e do feijao...e como se estivesse sempre junto a ti. Nao vale a pena dizer-te que o que estas a sentir e normal, pois tu o sabes. O Simon podia-te contar muitas historias. Mas com a tristeza tambem veem muitos dias alegres, o amanha. Nao ha coisa melhor que o sentir do bebe a mexer-se dentro de ti. E quando estas mesmo em baixo, um pontape nunca deixa de por um sorriso nos labios. E assim a vida amiga e o melhor ainda esta por vir. Quando o Tomas me chama mama, corre para mim, me abraca e me beija, nao ha emocao que se compare. Sempre que quiseres Amiga, estou aqui. Contigo. Sempre. Amo-te muito.
Ana

Anónimo disse...

Amiga,
E tao bom poder acompanhar a tua gravidez. Ler o teu dia a dia faz-me sentir mesmo pertinho de ti e do feijao...e como se estivesse sempre junto a ti. Nao vale a pena dizer-te que o que estas a sentir e normal, pois tu o sabes. O Simon podia-te contar muitas historias. Mas com a tristeza tambem veem muitos dias alegres, o amanha. Nao ha coisa melhor que o sentir do bebe a mexer-se dentro de ti. E quando estas mesmo em baixo, um pontape nunca deixa de por um sorriso nos labios. E assim a vida amiga e o melhor ainda esta por vir. Quando o Tomas me chama mama, corre para mim, me abraca e me beija, nao ha emocao que se compare. Sempre que quiseres Amiga, estou aqui. Contigo. Sempre. Amo-te muito.