quarta-feira, fevereiro 08, 2006

ridículo...

e vergonhoso!

(para quem conhece e tem uma relação de grande afectividade com pessoas que de tanta generosidade resolveram embarcar na aventura que é - tentar - adoptar uma criança em portugal, só me posso sentir revoltada!)

:o(

8 comentários:

Mãe piolha disse...

É preciso ter muita coragem para passar por todos os entraves...
A pergunta que se coloca é:
"Afinal, querem ou não querem que estas crianças tenham um lar??"
Por favor, tornem a coisa menos burocrática!!!!

Carla & Repolha disse...

A m... toda, e que o senhor ministro esqueceu-se de dizer, é que a grande maioria das crianças em instituições não é adoptável - ou seja não foi formalmente abandonada. Isto por causa da m... de lei que diz que só se considera abandonada uma criança após a ausência de ambos os progenitores por mais de seis meses consecutivos. E assim os anos vão passando! É de facto vergonhoso.

Alda disse...

É mesmo uma vergonha, Inês...

Patrícia M disse...

É mesmo uma vergonha, mas o principal problema na minha opinião (e falo pela experiencia de uma amiga mt proxima que nao pode ter filhos e que adoptou) é que as crianças entregues "pela mão" de uma mãe, ficam sempre filhas daquela mãe. Se a mãe biologica quiser o filho, nem que seja 10 anos depois, pela lei portuguesa, tem direito a ir busca-lo. A minha amiga teve um ano à espera que chegasse à Santa Casa da Misericordia, uma criança sem registo de pai nem mae. So assim poderia ter a certeza que iria ser sempre dela. Um dia apareceu e hoje tem um rapagão lindo de 12 anos que a adora como MAE verdadeira! :-)
Um desfecho feliz no meio de muitos complicados...

nana disse...

e ca eh tudo tao facil........

....


(suspiro)



....

Mar disse...

Não é bem como a Patrícia disse. Se a adopção já estiver decretada pelo tribunal, a mãe biológica não pode ir buscar a criança. Aliás, o nome dela é apagado do registo civil. O problema é que o processo demora e as crianças são entregues aos pais adoptivos antes de haver sentença de adopção. Mas o mais grave são os meninos, muitos, filhos de gente totalmente incapaz de ser pai e mãe, que estão anos em instituições porque os nossos juizes são uma m... e não os retiram à família biológica, se esta não quiser (embora tenham poder para o fazer). É mesmo uma vergonha!

Rute disse...

Eu choro por dentro ao saber destas notícias... muitas das crianças são abandonadas nos hospitais, quando estão doentes...

É ridiculo que por exemplo um casal tenha de ter uma assoalhada (quarto)para a criança que querem adoptar... ou seja...se já tiver um filho, tem de ter um quarto para cada 1... eu pergunto, quantos irmãos dormem no mesmo quarto? É isso que faz com que os pais tenham ou não capacidade para ficar com uma criança?

Existem critério absurdos!

AnaBond disse...

nem tenho palavras.