sexta-feira, agosto 18, 2006

pediatra vs pais

já há muito que queria escrever sobre o tema e hoje, ao dar com um blog em que a autora referia que a pediatra do filho lhe tinha dito para nunca bater no miúdo, resolvi que estava na hora!

eu gosto da nossa pediatra por variadíssimas razões, sendo uma delas o facto de ela nos guiar a nós pais na árdua tarefa de fazer crescer os nossos putos de modo saudável e de os acompanhar a eles ao nível da sua saúde física e mental, sem nunca (a menos que lhe peçamos conselho) entrar naquilo que considero ser a esfera privada da educação que lhes damos...

se eu bato ou não nos miúdos ou se os ponho em frente à televisão é um problema nosso, enquanto pais. é óbvio que são situações que poderão influenciar o seu desenvolvimento futuro mas, para mim, não é à pediatra que cabe a decisão nessa matéria...

é claro, também, que se eu tocar no assunto, ela vai dar a sua opinião (e quando o faz, explica o porquê de achar que é melhor fazer a do que b) mas não a estou a ver, como li nesse outro blog do qual não sei o link, a dizer se eu posso ou não bater no meu puto...

os pediatras não são os educadores dos nossos filhos...esse é o nosso papel!


10 comentários:

savanah disse...

Hum!

Laura disse...

Ora aí está...
Nós é que sabemos o que temos em casa, com o que temos que lidar todos os dias e quais os métodos que funcionam e não funcionam.
Penso que é sempre bom ouvir outras opiniões, outros métodos mas cabe sim aos pais decidir a educação a dar aos filhos.

Bom post!!

LP disse...

É verdade Inês, na maior parte dos casos. Mas passam pelos pediatras muitas pessoas e algumas famílias que podem estar mesmo a precisar de ser "educadas" (não estou a dizer que é o caso, estou a generalizar) e esse é também o papel deles (como pessoas, não como pediatras) assim como o nosso papel quando nos deparamos com situações extremas.

Não sei se me fiz entender...

InêsN disse...

fizeste, L...

mas eu estou a falar em consultas de rotina, de famílias "sem problemas" na educação dos filhos...

faz-me confusão pensar naqueles pediatras que mandam bitates sobre tudo e sobre nada!

Carina disse...

O blog no qual viste essa informação foi no http://bebecas.blogspot.com

E realmente também não concordo que um pediatra dê uma ordem, em vez de aconselhar e explicar o motivo desse conselho. à pala das ordens de uma médica, ia ficando sem leite logo no primeiro mês de vida do meu filho e tenho a certeza que fiquei sem leite demasiado cedo precisamente por ter obedecido e ter deixado de amamentar por uns dias.

Já não me enganam uma 2ª vez não...

Beijinho

Rute disse...

Apoiado a 200%

nana disse...

INÊS À PRESIDÊNCIA!!!!

;o)

xX

Carla disse...

Concordo plenamente! E tal como vocês temos a sorte de ter uma pediatra que só opina se for pedido. Ás vezes até gostava que ela opinasse mais! ;-)

Bjs,
Carla e Beatriz
http://em-busca-da-ervilhinha.blogspot.com/

Xana disse...

TAmbém li esse post e pensei o mesmo! Aliás, conheço uma pediatra amiga de uma amiga minha, que mandou essa minha amiga quando a filha dela voltar a distribuir dentadas no infantário, dar-lhe um dentada valente, mas que doa (não em excesso, claro), para ela ver a dor que provoca. Essa minha amiga fez e resultou. Remédio santo!

BEijos

Patrícia disse...

Não posso estar mais de acordo contigo!! Está dito

Beijinhos