quinta-feira, outubro 19, 2006

erro, erro, ERRO!


uso e abuso da mama para a adormecer...

17 comentários:

Xana disse...

Oh, Inês... nas últimas semanas tenho ouvido isso tanta vez. A minha amiga C está com o memso problema com a filha dela! O pior é que não sabem como se verem livres disso. A filha da minha amiga está a começar a desabituar-se, porque ela começou a deixá-la chorar. Tem sido a única solução. Eu não sou boa para dar conselhos, ou dicas, porque só dei uma semana de maminha ao Vasco...

Beijos

Sandra disse...

Eu também, mas o meu está com 12 meses...O preço que pago é:

- O tipo agora não sai da nossa cama e eu acordo cheia de dores nas costas e a sentir-me fraca à brava porque ele passa a noite a mamar/chuchar...

- Com 1 ano ele raramente "pega" no biberão e quando pega é metade dentro, metade fora...

- Não pega na chucha, o que dificulta acalmá-lo quando (raramente felizmente) faz birra...Já tive de dar de mamar em pleno restaurante e na praia (azar quem não gosta não olha e quem olha não vê nada que eu ponho uma fralda de pano à frente)

E pronto...desbafei!

Sandra disse...

Áh, já me esquecia! A vantagem é que posso comer o que me apetece que não engordo e só por isso, talvez o deixe mamar até ir para a tropa! ;O)

Carla disse...

Inês, e quem nunca errou que levante o braço...

Beijinho

Ana Rute Cavaco disse...

até a Maria ter quase cinco meses, isso era o pão nosso. nunca gostou de chucha e mesmo em situações de stress era a única coisa que a calava.
é tão cansativo...

andreia disse...

maior erro vai ser quando vires que ela esta habituada a isso e nao tens outra soluçao :)
deixa la por vezes mais vale fazer isso alem disso nem todos se habituam a di nunca se habituou ao colo e teve sempre tanto...
jinhos grandes e e bom ter te de volta

Ana disse...

Talvez por não ter dado de mamar ou por ser um pouco loura, isso é um erro porque.....

Ana Rangel disse...

Inês, eu fiz tudinho o que me disseste, segui as dicas todas (em relação ao sono) e a coisa melhorou, é um facto. Obrigada!

A única coisa que "adicionei" foi dar-lhe de mamar antes da história (lida pelo pai) para que desassociasse a mama à ida para a cama... resultou, ele já só acorda uma/duas vezes para mamar durante a noite.

(eu só lhe dou mama com, pelo menos, 3h de intervalo - ou duas, em desespero, vá -, se ele acordar outras vezes é o pai quem lá vai porque, se for eu, ele quer mamar, é certinho)

Beijinhos!

Miduxe disse...

Eu fazia o mesmo e quando foi para largar a mama foi bem fàcil, ao contràrio do que esperava...
Aproveita que assim descansas tu!
bjs

Sónia disse...

Comigo acontecia o mesmo! Até que aos 8 meses da Pulga eu decidi acabar com a mama de vez! Já não a alimentava como deve ser, já era vicio (ela nunca usou chucha, por isso a mama era a chucha), eu não dormia nada pq era a noite toda a querer mama.
Durante 15 dias foi um horror lá em casa, tive imensa pena dela pq via que ela queria tanto mamar, mas foi remedio santo! Deixou a mama, começou a mamar biberon, começou a dormir a noite toda na cama dela (pq por causa da mama acabava por ficar na nossa cama, tendo em conta que eu ficava sem forças de andar com ela de um lado para o outro. Não estou nada arrependida de ter acabado com a mama logo aos 8 meses! Acho muito bem que se amamente o bebés mas sem fundamentalismos, quando não dá, não dá, e não vale a pena andarmos de rastos e a criar hábitos que quanto mais tarde os tentamos tirar pior. Mas, é como tudo, cada um faz o que quer!

Jocas!

PS: Uma coisa é certa, a mama é muiiito mais barata, e está sempre pronta!!!

larosita disse...

Olá Inês,

a minha pequena também adormece na maminha. Quando está insuportável por causa do sono, tumbas! maminha deitada na cama é a solução! E à noite, nem sei pô-la a dormir de outra maneira: ela adormece SEMPRE com a mamada que segue o banho. Costuma acordar uma vez daí a pouco com um arroto preso, mas rapidamente volta a adormecer para um sono de uma noite inteira. Estou sempre a ouvir que não se deve, não se pode... mas ninguém me vai dizer que devo acordá-la, pois não??!...
Estou contente de poder continuar a ler as tuas aventuras da maternidade :)

ana disse...

olha, Inês, eu sou completa e totalmente inexperiente neste assunto, como sabes.

no entanto, pelas informações que vou recolhendo no estágio, em livros e por experiências de mães recentes e não tão recentes é que isso pode, de facto, tornar-se cansativo e às vezs desgastante. mas nunca o encares como um erro, sobretudo se estiveres a pensar na sara. se é disso que ela precisa para adormecer e dormir melhor, força! é o mesmo que ter uma insónio durante uma semana e só ser capaz de adormecer com uns phones nos ouvidos. faz mal, sim mas se é a única forma de fazer o corpo repousar quando ele não consegue desactivar-se por si, por que não? no caso dos bebés pode durar mais ou menos mas eles acabam por, no seu próprio tempo, deixar de precisar disso.

se quiseres mesmo desabituá-la aos bocadinhos, introduz outra tarefa qualquer, pequenina, entre a mama e a cama. ;) um história (como faz a ana), uma música enquanto conversas com ela já alimentada e pronta para dormir, na cama dela, por aí... pode custar imenso nos primeiros tempos e disso tu também já sabes.

e pronto, vou-me calar. :P

beijinho.

Ana Costa disse...

tá mali !!! muito maliii!!!

Morena disse...

A minha NUNCA adormeceu a mamar e talvez por isso eu não tenha cometido esse erro. Já a minha cunhada cometeu o mesmo com os dois filhos, tanto que o mais velho chuchou até o outro nascer... o outro tem 15 meses e só agora é que ela lhe tirou a mama. O mal é que chucha nem pensar, nem um nem outro, e mais ninguém os conseguia adormecer, resultado, ela andava de rastos...
Não cometi esse mas cometi outro... colo, muito e muito colo para dormir, colo com balanço, com mão dada, com cantoria, a andar ou parada... enfim, se não cometermos estes "erros" agora cometemos quando???
(E se queres saber não me arrependo nada do colo que lhe dei e quando o outro nascer espero que seja calminho para eu não ter tanto trabalho, mas se precisar de muito colo e de muito mimo tb o vai ter!)
Bjs grandes

nana disse...

ai, ai!!! olha que chamo a supernanny!
;oP

vá, toca a desabituar..."com calma e confiança, irmã"! ;o) senão em dezembro 'tás em apuros na festa alternativa da mana! :o)

beijo GRANDE!

(já comecei a gravar a "jo-jo", btw!)

barbarayu disse...

querida inês, eu não lhe chamava um erro.

também lhe dou mama para adormecer e sempre que ele quer.

ando cansada, é verdade, mas se há bebés que adormecem a beber o biberão da noite ou a chuchar na chupeta, porque é que é considerado erro quando o fazem no quentinho da mama da mãe?

não me importa o que dizem. o andré tem quase um ano e continuo a fazer assim.

aos poucos sinto-o mais seguro e independente. está a dormir melhor. noto-o mais tranquilo e confiante. e sinto que contribui para isso. sempre que ele precisa de mim, eu estou lá e não me arrependo nada, pelo contrário :) os nossos filhos são seres em formação e proporcionar-lhes essa sensação de segurança, de que podem adormecer no local mais agradável e seguro do mundo,só é benéfico para o seu futuro, na minha opinião.

daqui a uns anos eu vou ter saudades destes momentos :)

discordo completamente com as teorias "brazeltonianas" de saber lidar com a frustração, blá, blá, blá...


um grande beijinho e as melhoras para os quatro!

cris ferreiro disse...

Eu acho que não é erro. Isso é tentar fazer o que achas melhor pela tua filha. Durante o dia já não amamento. O Gui tem um ano e por isso já come outras coisas. Mas à noite ainda mama. É certinho: dorme até de manhã(mama lá para as 3h/ 3h30). Logo de manhã mama mas como acha que há coisas mais interessantes para fazer, dormir é mentira. Isto significa que lá para as 8h/ 8h30 me levanto da cama. Já não durmo um noite inteira há um ano. O Gui está habituado à chucha para dormir e ao biberão desde as primeiras horas de vida, mas uma maminha é sempre bom, então duas...;)
Beijinhos