segunda-feira, outubro 16, 2006

sad but true...

aos 31 anos não sei quem são os meus verdadeiros amigos.

(ou prefiro não saber?)

25 comentários:

nana disse...

a tua mana - that's one!

@-,-'-

xXxXxXx


(shmile, sist - you have a good load of them!)

juliana pinto da costa disse...

aposto que tens muitos, é só distingui-los!
(deixa lá, não foste a única a aperceber-se disso!!)

Quicas disse...

Para mim, amigos são aqueles que sabem que temos uma filha pequena, mas que ainda assim não deixam de nos convidar para jantar e ir ao cinema (sim...porque houve aqueles que pensam que ter um filho significa clausura para o resto da vida!!); e são esses mesmos que, quando dizemos que a Flor está murchinha e que preferimos ficar em casa, nos aparecem à porta com a pizza e um sorriso. Amigos estão lá nos bons momentos, não são aqueles que aparecem quando as coisas não estão bem. Esses só querem se vangloriar com a desgraça dos outros...

Para mim, os amigos verdadeiros são como o sol: por vezes não os vemos, mas sabemos que estão sempre lá...para o que der e vier.

Conclusão: verdadeiros amigos tenho poucos...contam-se pelos dedos. Mas é como se diz, são poucos mas bons amigos. E sei que posso contar com eles, e vice versa.

beijocas e desculpa o testamento. Parece que estou inspirada.

No meu blog aceitam-se apostas. Espreita-nos!!

Mamuska disse...

Os bons e grandes amigos normalmente contam-se pelos dedos, porque em fases más existem muitos (que se fazem de amigos) que desaparecem num instante...

PS - Sim era eu no sábado. Os teus meninos ainda são mais lindos ao vivo e a cores :)

Carla disse...

Eu aos 32 sinto a mesmissima coisa. Uns sei que são Amigos, outros nem por isso.

Beijinho

Miduxe disse...

Ai! como poderia ficar aqui horas a fio a conversar sobre isso! O pior é que as surpresas vêm por vezes da parte de quem menos se espera;Por exemplo a minha melhor amiga nunca ofereceu nadica de nada ao meu filhote,que em breve faz três aninhos; Não falo de dinheiro,mas sim do gesto de ter pensado nele! é obvio que a importância disto é relativa,mas dà-me que pensar..
bjs

ursitazul disse...

eu posso dizer que de todos os meus "amigos" (e eu estava rodeada deles) só sobrou uma

Ana Sousa disse...

Depende tanto... se estás a falar de amigos reais ou virtuais...ou virtuais que passaram a reais... guia-te pelo TEU instinto... como diz a musica "o 1º instinto é sempre o mais justo..."

Sandra disse...

Pois...Nem eu! Aposto que não te consola, mas não és a única!

Sandra

Fia disse...

Pois, amigos amigos, acho que se contam pelos dedos de uma mãe e não são os dedinhos todos. Conhecidos sim, isso é aos molhos. Eu acho que a tendência é para piorar, cada vez mais é cada um a pensar em si e para si. :(

Bjs
Fia

Ana Parra disse...

Não és a unica, onde andam os meus:S.
Bjs

Karla disse...

Uma palavra para ti: Confraria :D

Beijos muitos!

LP disse...

Sabes, há sempre uma (ou várias) alturas na vida a que chegamos a essa conclusão. E não é tarde!

lila disse...

eu acho que sabe-se sempre (ou quase sempre, também há surpresas)muitas vezes, opta-se por 'não se saber' isso sim...por outro lado, só há amigos verdadeiros, os outros não são amigos. Não há que enganar!
beijinhos

Xana disse...

Isso é muito mau Inês. Porque precisamos deles. Dos verdadeiros. São muito, muito, muito importantes nas nossas vidas. Espero que consigas descobrir rápidamente... se quizeres!

Beijos

Inês disse...

:) Acho que até precisarmos mesmo deles sem ter de dar nada em troca nunca sabemos de verdade.

Vida a 4 disse...

Às vezes eles aparecem de onde menos esperamos.
O lema é: Poucos, mas bons.

Bjs

Costinhas disse...

Acho que nunca sabemos.

mas para mim a verdade está nos parentesis

ana disse...

isso passa um bocadinho pelo significado do que é ser amigo! Amigos tenho tão poucos... mesmo muito poucos, todos de há muitos e muitos anos!
Às vezes não falo com eles durante meses, mas quando o faço parece que não passou tempo nenhum. Os outros para mim, são conhecidos. É bom ter conhecidos, para mim são tão importantes como os amigos. É com eles que falo todos os dias, brinco, digo palhaçadas etc...

Mas quando preciso... é aos amigos que telefono.
Um pouco estranho isto, mas... é assim que vejo as coisas.

ana disse...

isso passa um bocadinho pelo significado do que é ser amigo! Amigos tenho tão poucos... mesmo muito poucos, todos de há muitos e muitos anos!
Às vezes não falo com eles durante meses, mas quando o faço parece que não passou tempo nenhum. Os outros para mim, são conhecidos. É bom ter conhecidos, para mim são tão importantes como os amigos. É com eles que falo todos os dias, brinco, digo palhaçadas etc...

Mas quando preciso... é aos amigos que telefono.
Um pouco estranho isto, mas... é assim que vejo as coisas.

Ana Rangel disse...

Será que algum dia saberemos? ;)

Beijos! Estamos aqui para o que for preciso!

Lúcia disse...

Acho que é uma dúvida que nos acompanha sempre, mas os bons, estou como a Ana diz, sabemos sempre quem são e que podemos contar com eles.
Bjnhs

ana disse...

sabes, sim. no fundo, sabes. :)

um beijinho.

AnaBond disse...

amigos verdadeiros tenho 4 ou 5... os outros.......

(deixo-te um beijo recheado de muita força)

Anónimo disse...

Costumo dizer, os amigos só se conhecem nas piores fases....vai por mim.Bj Marisa