sábado, junho 23, 2007

para o meu pai





(que não chegou a ouvir as cantorias do seu D. Diogo)

20 comentários:

Olho de lince disse...

Que voz tão meiguinha Diogo.

beijinho

margarida =) disse...

Tão lindo o Diogo a cantar...essa música é intemporal, já eu a cantava aqui há tantos anos...

Um beijinho mesmo grande e um abraço apertadinho

Ana Rute Cavaco disse...

"xá-uá-uá!"
lindo.

mãe disse...

Tão docinho... uma das canções de embalar mais usadas cá por casa.

Rita disse...

É por causa de vozes assim que a vida continua a merecer ser vivida... Beijo muito grande prima

Cocas disse...

Lamento muito a tua perda Inês. Infelizmente tb sei o que é perder um Pai. Se o meu Pai hoje fosse vivo faria anos.

Infelizmente não chegou a conhecer o neto, e isso é uma das coisas que mais me intristesse nesta vida, ele merecia, todos mereciamos.

Vais ver que com o tempo a tua dor vai amenizar, só o tempo ajuda.

Muitos beijinhos
Cocas

Ana disse...

Já canta tão bem!!!

Um prodígio....beijocas

juliana pinto da costa disse...

Que delícia :')

minha querida, um abraço bem apertadinho para ti

mãe babada disse...

Irresistível, de facto!
Muitos beijos, Inês.

Alda disse...

Tão lindo!!!

(e que R's tão bem pronunciados!)

Lúcia disse...

E que bem que ele canta.
Um beijo e um abraço apertado!

Avozinha disse...

Magnífico! A nossa Joana também canta "xauauá"!

Dulce disse...

Bonito, Inês!
Um beijo grande, de ternura.

TC disse...

Que lindo...
Força, agarra-te a eles e segue em frente...!

Beijokas com a força do tamanho do mundo!!

[AVENA]

Margarida Atheling disse...

Um beijinho muito grande e um abraço muito, muito apertado!

Gosto muito de ti!

Catarina disse...

lindoooooooo

nana disse...

:,o)

....

@-,-'-

Anónimo disse...

Os teus filhotes continuam lindos.
Inês, muita força!!!! Perder um pai é muito doloroso. Beijinhos á Sara e ao Dr. Diogo

Carlavb

Gatinha disse...

Tão fofo! Bjocas

Berta disse...

Os meus sentimentos.
Infelizmente também sei o que é perder um pai. Foi já há 5 anos, mas não há um dia que passe sem que pense nele. Mas a vida é mesmo assim. Um dia atrás do outro a dor vai amenizando...
Coragem! Beijinhos!